Notícias

Home » Notícias » PRF divulga resultados operacionais – 2016.1

fundo

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA:

compartilhe facebookcompartilhe twittercompartilhe twitter

26 de julho de 2016

PRF divulga resultados operacionais – 2016.1

Número de acidentes, feridos e mortos caem pelo quinto ano consecutivo no primeiro semestre nas rodovias federais da Bahia
Pelo quinto ano consecutivo, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Bahia registrou redução nos índices que medem a violência no trânsito no primeiro semestre nas rodovias federais que cortam o estado. Este ano, durante o primeiro semestre de 2016, considerando o período compreendido entre os dias 01/01/2016 e 30/06/2016, traçando um comparativo com o mesmo período em 2015, a PRF na Bahia obteve uma redução de 40,41% no número de acidentes, 5,90% de diminuição em acidentes graves, 17,84% em números de feridos e 11,82% menos vítimas fatais nas rodovias federais da Bahia.
Considerando-se os acidentes ocorridos no 1º semestre deste ano, ocorreram em números absolutos 2.611 acidentes (-40,41%), dos quais 607 foram acidentes graves (-5,90%), 2.418 feridos (-17,84%) e 291 mortos em acidentes, o que representa uma redução de 11,82%.
Como método para se definir índices relacionados ao trânsito, a PRF analisa os dados em relação à frota nacional, que tem aumentado a cada ano. Estatísticas apontam o crescimento da frota ano após ano, passando de 88,7 milhões em junho de 2015 para 92,2 milhões de veículos em circulação no mesmo período do ano de 2016. Para que houvesse um maior controle dos índices da letalidade nas rodovias federais, ações em diversas frentes foram executadas e contribuíram para que reduções fossem registradas. Investimento em tecnologias, como radares mais modernos, aliado às análises estatísticas que identificam as características dos acidentes proporcionaram a otimização e maior eficiência do trabalho policial. Por outro lado, o endurecimento da legislação aumentou o rigor das punições e elevou o valor das multas para as infrações relacionadas às ações que podem resultar em acidente mais graves, se tornando um importante elemento na conscientização dos condutores.
O número de acidentes totais são considerados os atendidos pela PRF, ou seja, uma equipe deslocou para realizar o atendimento. No dia 29 de julho de 2015, foi lançado uma ferramenta que permite aos condutores envolvidos em acidentes sem vítimas nas rodovias federais registrarem a ocorrência pela internet. A declaração eletrônica que substitui o boletim elaborado pessoalmente pelos Policiais Rodoviários Federais (PRFs), é um serviço gratuito, reconhecida pelas seguradoras de veículos e por demais órgãos de trânsito. A nova ferramenta para a confecção da Declaração de Acidentes de Trânsito (e-DAT), está disponível aos usuários das rodovias em todo o país através do endereço eletrônicowww.prf.gov.br/acidente.

A maioria dos acidentes ainda é ligada ao comportamento humano. Das ocorrências que resultaram em acidentes graves, ou seja, aqueles que tem pelo menos um ferido grave ou um morto, as principais causas presumíveis que puderam ser detectadas pelos policiais foram a falta de atenção (22,40%), a velocidade incompatível (10,87%), ultrapassagens indevidas (8,90%) e ingestão de álcool (6,59%).

A PRF tem inovado e ampliado suas ações preventivas através de educação para o trânsito, com campanhas em parceria com outros órgãos, além de desenvolver trabalhos como o Cinema Rodoviário, Festival Estudantil Temático de Trânsito (FETRAN) e o Projeto Trânsito Compartilhado, que somente este 1º semestre já alcançou 61.540 pessoas que foram sensibilizadas quanto à necessidade de um trânsito mais seguro e menos violento.

A PRF intensificou as ações de fiscalização para combater as imprudências nas rodovias federais e reduzir os índices de acidentes, sendo fiscalizados 238.106 veículos e 254.998 pessoas. Durante as fiscalizações foram aplicadas um total de 103.220 notificações de trânsito, das quais destacam-se: as infrações de ultrapassagens irregulares que chegaram a 33.994 multas, excesso de velocidade, 52.083, cinto de segurança, 9.235 e envolvendo motocicletas, que foram outras 2.968 autuações.

Ressalta-se ainda as operações com foco no recolhimento de animais abandonados à margem das rodovias. Sendo recolhidos pela PRF 1.725 animais que representavam riscos iminentes de acidentes graves nas rodovias federais em toda a Bahia.
O combate ao uso de bebidas alcoólicas durante a direção de veículos automotores, merece um capítulo à parte na fiscalização, pois a PRF realizou 62.944 testes de alcoolemia com o etilômetro, que flagraram e autuaram 892 condutores alcoolizados (infração gravíssima, com multa de R$ 1.915,40). Dos condutores flagrados no teste, 92 foram autuados e encaminhados para as delegacias de polícia judiciária em todo estado pelo crime de embriaguez no trânsito (artigos 165 e 306 do CTB, além da lei 11.705/2008 e Lei 12.760/2012).
No combate à criminalidade a PRF teve uma atuação bastante intensa, destacando-se por ações que vão desde o tráfico de animais silvestre e crimes ambientais, passando por combate a crimes como contrabando e descaminho, tráfico de armas, drogas, seres humanos, combate à exploração sexual de crianças e adolescentes, ao trabalho escravo, furto e roubo de veículos, dentre outros.
Durante essas ações e operações, a PRF já apreendeu no primeiro semestre deste ano, 3.387 quilos de drogas, 121.250 pacotes de cigarros contrabandeados, 52 armas de fogo e 328 munições. 128 veículos foram recuperados. No combate aos crimes ambientais, a PRF resgatou 4.809 animais em situações de riscos, apreendeu 110 m³ de carvão irregular e 70 m³ de madeira ilegal. Seis trabalhadores foram resgatados de trabalhos análogos a escravidão e sete crianças/adolescentes foram retirados de situações de riscos. Ao todo, 597 pessoas já foram detidas esse ano, sendo 27 por tráfico de drogas, 34 por assaltos a cargas e veículos, três por manter trabalhadores em regime de escravidão e quatro detidos por exploração sexual de crianças e adolescentes.

Na manhã desta segunda-feira (25), o Superintendente Regional – Inspetor Virgílio de Paula Tourinho – apresentou as estatísticas das rodovias federais correspondentes ao período. Estiveram presentes também o Superintendente Regional Substituto – Inspetor Jeferson Almeida Moraes – e o Chefe da Seção de Policiamento e Fiscalização da PRF na Bahia – Inspetor Fidel Vieira Pinto.

Fonte: ASCOM – PRF Bahia.

porPor: ASCOM - SINPRF-BA

Relacionados

CONVÊNIOS


Consócio Honda
UNIME
PARCERIA JAC MOTORS E SINPRF/BA
Colégio São Paulo
Convênio Colégio Helyos
SINPRF-BA amplia convênio com o Colégio Anchieta
CENTRO EDUCACIONAL VILLA LOBOS LTDA
Convênio Com Sua Ótica
SICOOB
Convênio CCAA – Porto Seguro
Portobello Ondina Praia Hotel
FACULDADE BAHIANA
Faculdade Dom Pedro II – Barreiras
Colégio Vitória Régia
Ímpar Concursos
BRWay Locadora
Sonora Centro Auditivo
Alpha Fitness
Convênio Clube Bahiano de Tiro
Portal Rio Una
DAYHORC – Hospital de Olhos
UNIFACS
Minds English School
FTC

NEWSLETTER

Receba os boletins informativos do sindicado com novidades em seu e-mail